20 de julho de 2012

As Areias do Tempo - Resenha

Arrojadas cenas de ação e complexos vilões cruéis são a marca registrada de Sidney Sheldon. Neste As areias do tempo, o mestre do thriller não decepciona e tece uma trama de perigo, paixão e incertezas, tendo como cenário um país fragmentado, sacudido por movimentos separatistas. Em cantos opostos desse sangrento conflito, o carismático líder guerrilheiro Jaime Miro e o corrupto e sádico repressor governista Coronel Ramón Acoca estão dispostos a morrer pelos seus ideais. Quando Miro liberta da cadeia dois companheiros separatistas do ETA, Acoca lidera a implacável perseguição. Desconfiado que o esconderijo dos revolucionários seja um convento numa região rural, o coronel ataca brutalmente o santuário. Quatro freiras são, então, arrancadas da paz da clausura e jogadas ao caos da turbulência política e, ainda, sentimental. Sob a liderança da irmã Lúcia, elas escapam para a floresta. Ali, a contragosto, são acolhidas por Miro e seu bando. Rumo a um local seguro, o exótico grupo necessita se dividir ao cruzar o país, melhor forma de despistar Acoca. Mas além de enganar seus perseguidores, as religiosas precisam, ainda, se acostumar com uma nova rotina. Sem a proteção da vida monástica, elas são vítimas de todo tipo de tentação. E a única forma de vencê-las parecer ser ceder...

 Toda vez que leio Sidney Sheldon, eu não sei por onde começar a falar. Por que tudo é tão perfeito.
E Areias do Tempo, não poderia ser diferente. Ele conta com uma rica história sobre a Pós Guerra Civil Espanhola. Dividida entre um governo ditador e um povo revolucionario - os bascos, que é comandado por Jaime Miró. Mas o principal foco desta obra está centrada num Convento Cirtecense, lá as freiras vivem em pobreza, castidade e silêncio. Considerada uma das ordens religiosas mais antigas e duras do mundo. As irmãs não podem se comunicar entre si e nem se olharem. Uma vida completamente difícil, que vai ter seu monotonia interrompida, após um ataque terrorista.

Agora a Irmã Lúcia, Irmã Graciela, Irmã Teresa e Irmã Megan, se verem obrigadas a enfrentar o mundo que há tanto tempo abandonaram. Desde da suas entradas no convento muita coisa mudou e novos sentimentos começam aflorarem após seus destinos serem traçados com o bando de Jaime Miró. Ao longo da história, vamos conhecendo a história de cada freira antes do convento e que motivos a levaram a ingressar na clausura. E é nessas fragmentos que surpresas são reveladas, você vai ver que nem toda freira parece ser o que é. Neste paralelo, Jaime luta conta a opressão do governo, sofrida pelo seu povo. Sidney Sheldon nos conduz para uma leitura cheia de suspense, ação e paixão. Os personagens te cativam e você sentira na pele todas as suas emoções e é impossível dizer qual personagem mais gostei. Foi empate!

E o final não poderia ser melhor, personagens secundários vão aparecendo para fazer uma reviravolta na vida dos nossos anti-heróis. Será que as irmãs voltam pro convento, após serem despertadas pela paixão? Após, conhecerem a nova vida que podem ter aqui fora? E o povo basco conseguirá sua liberdade? Isso só lendo para saber. O livro é narrado em terceira pessoa e a leitura flui rapidamente. Ainda dar tempo de ler nessas férias, com certeza terá uma ótima leitura. Recomendo!

21 comentários:

  1. Oie,
    Tb adoro ele!!! Na minha adolescência eu devorava seus livros. Nossa me deu muita vontade de ler este livro, nostalgia pura rsrsrs
    bjoss

    ResponderExcluir
  2. Oie...
    Sei, sei vou criar vergonha na cara pq eu nunca ---isso mesmo- eu nunca li um livro de Sidney Sheldon kkk
    Amei a resenha vou procura-lo para ler *_*
    Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
    http://falleninme.blogspot.com/ Desde já obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Lucas,
    Nunca li um livro do Sidney Sheldon, mas sempre ouço muita gente elogiando e dizendo que ele é ótimo, que eu deveria parar e começar a ler algo dele para ontem. Acabo sempre deixando pra outra hora, contudo, curiosamente ou não, sua resenha me deixou ainda mais intrigada, principalmente com essa história sobre as feiras, que me pareceu bem dramática, não?
    Vou anotar na minha listinha de futuras leituras =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Foi o primeiro livro de Sheldon que li, é excelente.

    Recomendo.

    Adorei a resenha.


    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books
    @c_i_d_a

    ResponderExcluir
  5. Oi,

    tem selinho para você lá no blog:

    http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2012/07/meme-selinho.html

    Espero que goste!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. AAAA, VOCÊ VOLTOU *-*
    Fico tão feliz.Senti falta das suas resenhas e tal. Mas eaí, se divertiu muito nos dias fora? :)
    Enfim, espero que não suma de novo u.u
    Sidney é simplesmente um dos grandes. Adoro :D

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com.br/
    Dando uma de babá no: http://the-mandie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, nunca li nenhum dos livros do Sidney Sheldon,mas a julgar pela sinopse e sua resenha o livro parece ótimo! Fiquei tentada a lê-lo ^^

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada parecido!! Sua resenha me deixou intrigada ... quero muito conhecer esse livro!! Valew pela dica ;)

    Xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Hey, mais um livro do Sidney que com certeza me interessa, são vários muito bem elogiados dele! ><

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite esse blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  11. Olá,deixei um meme pra você lá no meu blog ,depois olha lá ^^

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olha só,estava ontem mesmo conversando com uma amiga sobre a genialidade de Sidney Sheldon.Fiquei muito impressionada com o tema abordado pelo autor.Depois de conhecerem a vida além do convento e percebendo do que estavam abrindo mão,deve ter sido muito difícil mesmo tomar uma decisão.
    Adorei a resenha,sempre despertando o meu interesse por novas leituras.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bom?
    Obrigada por sempre comentar lá no blog,
    mas sinto sua falta, e estou aqui também
    para você não sentir a minha.
    Adorei o post e resenha.
    Prometo tentar vir mais vezes.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Se todos os livros do Sidney Sheldon forem tão perfeitos quanto você diz aqui, eu acho que to perdendo muito tempo aqui, porque ainda não li nada. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  15. Oi Lucas!
    Esse foi o primeiro livro do Sheldon que li! Faz tanto tempo...
    Você me deixou com vontade de ler de novo!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  16. Acredita que nunca li nada do autor? todo mundo fala bem dele, mas não sabia que era tão bom assim, sempre fico na dúvida, quem sabe eu não pego esse livro para conhecer o autor?

    beijos
    Luana - Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  17. ei ei eeeeei amore, uma ótima semana, viu?

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olha, do autor só li um livro até hoje (Escrito nas Estrelas), então não posso dizer que tenho uma opinião formada sobre ele. Mas me lembro que tinha gostado bastante do livro que li (faz muitooo tempo). Gostaria de ler outros, até p/ conhecer melhor o estilo dele, apesar de me lembrar bem que a fluidez da narrativa e as características da protagonista foi uma das coisas que apreciei em Escrito nas Estrelas.
    Já As Areias do Tempo me pareceu interessante pela sua resenha, costumo gostar de anti-heróis.

    bjs
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Para mim, um dos melhores de Sidney. realmente a historia e muito envolvente.

    ResponderExcluir