28 de agosto de 2013

[Resenha] - Um Gato de rua chamado Bob

Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Número de páginas: 240
Avaliação: 4,0 / 5,0
Onde comprar? Saraiva / Submarino

Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks). Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.

Há 7 meses atrás eu trazia a resenha do livro que conta a história de Dewey e agora nessa rápida passagem de tempo venho contar a vocês um pouco da história de Bob e de seu fiel dono James. Quando James encontra um gato ferido no corredor escuro do prédio em que morava,  seu amor aos gatos fala mais alto e logo o leva para dentro  de seu apartamento e oferece todos os tipos de tratamento. O gatinho logo é batizado e passa a ser chamado de Bob.

James Bowen está em um programa de recuperação destinado a usuários de drogas e ganha sua vida nas ruas, fazendo pequenas apresentações com seu surrado violão. Ele é um homem sem grandes expectativas, que já passou por grandes decepções. Mas, sua vida começou a mudar, quando Bob apareceu. Juntos, eles criaram um laço de afeto, que mais tarde ajudaria enfrentar batalhas e chegar e atrair conquistas.

Apesar de ter lido este livro em um momento em que não estava tão propício para o gênero, ainda sim, senti a sinceridade e a compaixão em cada palavra do autor. É uma leitura calma e cheia pontos reflexivos sobre a vida das pessoas que ganham a vida nas ruas. É a história de vida de pessoas como aquela que ás vezes vemos nas ruas e nem creditamos tanta atenção.

Bob é maravilhoso, fiel, inteligente e que não nega carinho a quem precisa. Algumas vezes me pegava rindo com as inusitadas e espontâneas ações do gato. Talvez James, não fique contente com meu pensamento, de que se eu pudesse traria Bob para mim.  

Livros que contam a história de animais sempre me ganham por imediato, por causa do carisma  notável desses animaizinhos. Um gato de rua chamado Bob é a prova de que todos, sem exceção, são merecedores de amizade. Esse sem sombras de dúvidas é um livro para ser lido e relido.

21 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Lucas! Estou ansiosa para ler Um Gato de Rua chamado Bob! Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Lucas, estou com esse livro aqui pra ler, como você não ando com muito ânimo para ler, mas tua resenha me animou bastante.
    Tenho um gato e acho que vou me identificar com a leitura nesse sentido.
    Parabéns pela sua resenha, simples e muito concisa, adorei.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  3. Ei Lucas, tudo bom?
    Dá vontade de ter esse livro só pela capa haha Adorei a sua resenha, eu sou super curiosa para ler esse livro e e sua resenha me deixou maus um pouquinho curiosa haha

    Beijos!
    http://meuvicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lucas! Eu amo gatos e este livro me deixou muito feliz, senti como se Bob estivesse aqui em casa. O autor soube muito bem contar sua história sem ser dramático, e sim sendo inspirador.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito quando sei que o livro conta uma história real, ainda mais da amizade de uma pessoa com um animal.
    Quero ler para conhecer melhor a história.

    Abraços
    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sabe que eu raramente curto literatura q envolva animais no meio, mas esse livro deixa um mistério na gente, quer dizer o que será que eles irão fazer? Não é uns daqueles livros q eu tenha q ler imediatamente mas concerteza lerei algum dia!
    ótima resenha ^^

    XOXO :D
    JOVENCLUBE.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ai Lucas fiquei aqui lembrando desse livro... Ainda não li, mas desde que este livro chegou aqui em casa ele logo cativou meu filho de 9 anos e fui surpreendida por vê-lo interessado em ler um livro, tão grande e sem nenhuma ilustração (o primeiro dele, por sinal).
    O Bob, ganhou o meu filho e apesar dele ter demorando muito para concluir o livro, separou muitas passagens lindas escritas pelo autor e ficava o tempo todo me dizendo: olha mãe que triste isso né?
    Fiquei fascinada pela tamanha sensibilidade do meu filho, que mesmo sendo novinho, conseguiu administrar bem essa proposta do autor, então, este com certeza será uma leitura que pretendo fazer muito em breve.
    Bjokas querido...

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo seu filho, Gil! E é tão bom ver isso, as crianças desde novinhas com gosto pela leitura.

      Excluir
  8. A resenha está perfeita* Super interessante o livro
    ~Abraços do Fábio~
    fabiolucas92.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Todas resenhas deste livro tenho que ler,como sempre nada de ruim até agora só li uma resenha que não obteve um leitura boa(infelizmente) mas nem agrada a todos certo?
    Eu quero muito ler e pelo jeito que estão falando,quero BOb para mim também rsrs.
    ótima resenha.
    Abraço.
    Tamires C.

    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem vem, Tamires. Bob é meu! ASHAUASHUAHAAUA

      Excluir
  10. Lucas do céu, que resenha mais perfeita ♥
    Até ler tudo o que você escreveu eu nem pensava em dar uma chance ao Bob, mas agora, vou inclui-lo na minha lista (Possivelmente eu ganhe ele no meu aniversário) (;

    Abraços
    http://umsenhorpalhaco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. já vi algumas resenhas sobre ele mais esta na minha mente sabe presciso ler mesmo não gostando muito de livros nesse estilo.

    cherrycharming2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Essa é a terceira vez que leio resenha desse livro hoje hahaha e a cada resenha tenho mais vontade de lê-lo, adorei! *-*

    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Lucas, eu não costumo ler livros que contam a história de animais... acho que só Marley e Eu mesmo. Sério! Mas pela pouca experiência que tive, é realmente encantador e emocionante... acho que daria uma chance a esse livro caso surgisse a oportunidade. Não é a primeira resenha dele que leio que o trata positivamente... ;) enfim, adorei saber mais.

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. O livro é bastante emocionante e ajuda a quebrar muitos preconceitos, em relação aos moradores de rua, no qual muitos pensam que são vagabundos, mas nem todos estão lá porque querem e também em relação aos gatos, quem tem a fama de serem insensíveis e traiçoeiros. O que não é o caso do nosso protagonista, não vou falar que ele muitas vezes pare ser bastante humano, pois nem todo humano tem tanta sensibilidade como esse gato.

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Esse livro não tinha me chamado atenção, mas sabe que depois da tua resenha, me interessei? haha
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Esse livro deve ser ótimo, mas não vou lelo tão sedo, eu esgotei o meu dinheiro em dois livros que eu comprei, mas se um dia conseguir compra, tenho quase certeza de que eu irei gostar, já que adoro animais.
    http://mclumaluz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Não estou com muita vontade de ler esse livro, mas de tanto ver gente falando bem vou acabar lendo! hahaha
    Gostei da resenha =D

    Abs
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Lucas!

    Ainda não li um livro com essa temática, e acho que esse seria bem interessante para começar. Achei a história interessante, algo que nos pega mesmo, nos entretêm. Gostei! ;)

    Beijo,

    Marcelle
    www.bestherapy.net

    ResponderExcluir